3ª edição do Concurso Nacional de Inovação 
 

Dia 10 de dezembro, o Oceanário, em Lisboa, foi o palco para a divulgação dos projetos vencedores da terceira edição do Concurso Nacional de Inovação. Na cerimónia pública, que contou com a presença do presidente da Alert Life Sciences Computing S.A., Dr. Jorge Guimarães, foram distinguidos 5 projetos nos cinco setores a concurso, bem como o vencedor absoluto.

Um total de 157 candidaturas de projetos científicos, académicos e de investigação, foram submetidos a esta terceira edição do Concurso Nacional de Inovação, nomeadamente:

  • 41 para Energias Renováveis;
  • 39 para o setor Processos Industriais;
  • 43 para Saúde, Cuidados Pessoais e Acolhimento;
  • 15 para a Transportes;
  • 19 para a Fileira Florestal.

Pela primeira vez, o júri - composto por reitores e vice-reitores das principais universidades do País - decidiu atribuir um grande prémio, distinguindo um entre os vencedores sctoriais. O projeto em causa, na área da Saúde, consiste numa nova técnica de diagnóstico consubstanciada num kit de autocolheita para rastreio do cancro do colo do útero: Portugal é o país da União Europeia onde este cancro regista maior incidência. Trata-se de uma inovação que visa aumentar a comodidade e massificar o rastreio com um custo baixo.

No processo de avaliação das candidaturas, o júri do concurso guiou-se por um conjunto de critérios definidos pelo seguinte grau de importância: impacte potencial dos resultados do projeto na competitividade empresarial; excelência científica e caráter inovador do projeto; credibilidade da empresa, instituição de I&D ou inventor.

Clique aqui para consultar a descrição dos projetos.

 

 

 

O vencedor

 
Hugo Prazeres
Projeto: Kit de autocolheita em casa e método de deteção e tipificação do papilomavírus humano para o rastreio do cancro do colo do útero.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  •  Expandir 
  • Composição do júri