6ª edição do Concurso Nacional de Inovação
 
Na cerimónia pública, que contou com a presença de Sua Excelência o Presidente da República, Professor Doutor Aníbal Cavaco Silva e com o presidente da BERD, Eng. Pedro Pacheco, foram distinguidos 5 projetos nos cinco setores a concurso, bem como o vencedor absoluto.

Num total de 196 candidaturas de projetos científicos, académicos e de investigação, foram submetidos a esta sexta edição do Concurso Nacional de Inovação os seguintes projetos:
  • 26 em Biotecnologia e Agro-industrial
  • 41 em Clean Tech
  • 60 em Tecnologias e Processos Industriais
  • 17 em Economia Oceânica
  • 52 em Tecnologias da Saúde

O júri - composto por reitores e vice-reitores das principais universidades do País - decidiu atribuir um grande prémio, distinguindo um entre os vencedores setoriais. A tecnologia em causa, premiada no setor de Tecnologias e Processos Industriais, recorre ao uso de superfícies sintéticas extremamente repelentes a líquidos, baseadas em alguns exemplos encontrados na natureza, como a folha do lótus, para produzir partículas sólidas praticamente esféricas, de uma forma económica e ambientalmente atrativas.

No processo de avaliação das candidaturas, o júri do concurso guiou-se por um conjunto de critérios definidos pelo seguinte grau de importância: impacte potencial dos resultados do projeto na competitividade empresarial; excelência científica e caráter inovador do projeto; credibilidade da empresa, instituição de I&D ou inventor.

Veja aqui a descrição dos projetos.

 

Vencedores

 

Prof. Doutor Aníbal Cavaco Silva e João Mano

Projeto: A tecnologia apresentada recorre ao uso de superfícies sintéticas, baseadas em alguns exemplos encontrados na natureza, como a folha do lótus, para produzir partículas sólidas praticamente esféricas, de uma forma económica e ambientalmente atrativas.