Research Económico

DAILY Novembro 24, 2017

Optimismo na Zona Euro sustenta apreciação do EUR


  • O euro prolonga o movimento de apreciação dos últimos dias (evoluindo em torno de EUR/USD 1.1870), suportado pela divulgação, já esta manhã, de um máximo histórico no IFO (indicador de confiança empresarial na Alemanha) em Novembro, bem como por notícias de que, na Alemanha, o SPD mostrou abertura para negociações com a CDU sobre a formação do novo Governo (ou através de uma nova "Grande Coligação" ou negociando apoios pontuais a um Governo minoritário da CDU). A yield do Bund a 10 anos subia 2 bps, para 0.367%. A mesma variação era observada nas OTs portuguesas, com a yield nos 10 anos em torno de 1.93%.

  • Ontem, o euro apreciou 0.44% face ao dólar, suportado, para além dos desenvolvimentos políticos na Alemanha, por (i) alguns sinais dovish transmitidos pelas minutas da última reunião de política monetária do Fed; (ii) pela divulgação de indicadores de actividade fortes para a Zona Euro; e (iii) pela divulgação das minutas da última reunião do Conselho de Governadores do BCE, sugerindo que o programa de compra de activos pela autoridade monetária poderia, eventualmente, não ser prolongado para lá de Setembro de 2018.

  • A sessão desta 6ª feira abriu sem uma direcção muito definida no mercado accionista europeu, com os principais índices accionistas a oscilarem entre perdas e ganhos muito ligeiros. O EuroStoxx 600 recuava marginalmente (-0.02%), mas com ganhos nos sectores financeiro, de utilities e de bens de consumo essenciais, no último caso beneficiando do anúncio, por parte da China, de uma redução de um conjunto de tarifas sobre a importação de bens de consumo. Depois do sell-off de ontem, observou-se, esta 6ª feira, uma estabilização do mercado accionista chinês, com o índice Shanghai Composite a registar uma variação de 0.06%.

 

Histórico

DAILY Novembro 23, 2017 Download PDF
DAILY Novembro 22, 2017 Download PDF
DAILY Novembro 21, 2017 Download PDF
DAILY Novembro 20, 2017 Download PDF