NOVO BANCO Photo

Entre as melhores Coleções Empresarias do Mundo

A Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO teve início em 2004 com a aquisição de uma caixa de luz de Jeff Wall, um auto-retrato de Cindy Sherman, uma vista de Shanghai de Thomas Struth e uma biblioteca de Candida Höffer, obras que se consideraram marcantes para definir o enquadramento da coleção que se ia iniciar.

Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO única selecionada em Portugal para os “Corporate Art Awards 2016”

A Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO foi selecionada para participar no prémio internacional “Corporate Art Awards 2016”, cujo objetivo é identificar, reconhecer e promover a excelência e melhores práticas na colaboração entre o mundo empresarial e a arte internacional, através das Coleções Corporativas.

O prémio, organizado por pptArt, em colaboração com a LUISS Business School e o Ministério de Cultura Italiano, é comissariado por Luca Desiata, professor de Corporate Art na LUISS Business School e conta com assessoramento de um comité formado por profissionais de arte. Concorreram a este prestigiante galardão várias empresas e organizações internacionais e o NOVO BANCO é a única entidade nomeada em Portugal a par com a American Express, Arco, Axa, Daimler, Ikea e outros e bancos como Banca Intesa San Paolo, Deutsche Bank e ING Bank, entre outros.

Saiba mais aqui.

Pelo segundo ano consecutivo entre as melhores coleções empresariais do mundo

A Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO foi selecionada, pelo segundo ano consecutivo, como uma das melhores coleções de arte empresariais do mundo, sendo a única coleção portuguesa representada nesta exclusiva seleção. De acordo com o estudo “Global Corporate Collections”, publicado pela editora alemã Deutsche Standards Editionen, a Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO está entre as 80 principais coleções de arte corporativas de todo o mundo.

A seleção esteve a cargo de um conselho consultivo de alto nível, permitindo perceber a elevada qualidade e ampla diversidade das coleções de arte detidas por empresas de 25 países, operando em diferentes setores e com diferentes focos artísticos. O projeto foi apoiado pela AXA ART Versicherung, pela Art Finance (Gazprombank Group) e pela Sotheby’s.

Já em 2014, a Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO foi escolhida como uma das 100 melhores coleções de arte corporativas, segundo o estudo “A Celebration of Corporate Art Programmes Worldwide". Todos os trabalhos presentes têm por base o registo fotográfico em toda sua expressão: das instalações por exemplo de Wolfgang Tillmans e esculturas que incluem a fotografia como é o caso da obra de Christian Boltanski, aos desenhos e pintura com fotografia presentes nas peças de artistas como John Baldessari.

A maioria de trabalhos foi feita após o ano 2000, uma vez que esta Coleção pretende ser contemporânea, acompanhando os trabalhos dos artistas no presente.

Na Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO estão presentes artistas de todo o mundo e de todas as gerações. Presentemente, a coleção é composta por cerca de 1000 obras de mais de 280 artistas, de 38 nacionalidades.

A Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO é membro fundador da IACCCA International Association of Corporate Collections of Contemporary Art.

Algumas obras da Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO



 

João Maria Gusmão e Pedro Paiva

"Homem Magnético" 2004



 

 

Cindy Sherman

"Untitled", 2004

 

 

 

 

Hiroshi Sugimoto

"Conceptual Forms 0026 (Worm Gear)", 2004



 

 

 

Jorge Molder

Série "Secret Agent", 1991



 

 

 

Candida Höfer

Palácio da Ajuda VIII, 2006



 

 

 

Helena Almeida

"Eu estou aqui" #1, 2005