Skip to main content
COVID-19:

Mensagem do Presidente e do CEO do NOVO BANCO

 

Caros Stakeholders,

2020 foi o ano definido nos acordos de capitalização do Banco, o ano da conclusão do processo de restruturação no que respeita à resolução do seu legado. O Banco cumpriu em larga medida um dos principais objetivos para o ano, a conclusão do de-risking do balanco através do saneamento do legado, incluindo a alienação de ativos não core. Este processo de de-risking do legado foi lançado imediatamente apos a aquisição de 75% do NOVO BANCO pela Nani Holdings SGPS S.A. em outubro de 2017, e tem vindo a ser executado desde então ate ao final de 2020, em conformidade com os Planos de Reestruturação acordados e os compromissos assumidos pela Republica Portuguesa perante a Comissão Europeia no quadro dos auxílios estatais, através da Direção-Geral de Concorrência ("DGComp").

A conclusão deste longo processo foi acompanhada de um elevado escrutínio, quer pelos reguladores e outras autoridades, quer pela opinião pública, tornando o ano especialmente desafiante para a gestão dos diversos stakeholders.

 

Não obstante os desafios da restruturação, o ano de 2020 foi também marcando pelos desafios inerentes à pandemia da Covid-19. É neste contexto que em 2020 o NOVO BANCO focou-se em permanecer totalmente aberto, servindo e apoiando os nossos clientes e a sociedade em geral, e simultaneamente protegendo a saúde e o bem-estar dos nossos colaboradores. A resposta rápida do NOVO BANCO ao reforçar as suas capacidades de serviço remoto, apoiando os clientes na utilização dos canais digitais e remotos, mantendo os principais sistemas de pagamento, online e através da rede ATM, em funcionamento, e assegurando a estabilidade e a segurança operacional e informática, garantiu que os clientes pudessem aceder aos produtos e serviços do Banco para satisfazer todas assuas necessidades bancarias do dia-a-dia. Ao mesmo tempo, o Banco preocupou-se em garantir a proteção dos colaboradores e dos clientes, promovendo e apoiando várias iniciativas de apoio à sociedade.

 

Em 2020 lançámos um “Novo Modelo de Distribuição”, um dos pilares estratégicos de transformação do Banco, e que compreende um conjunto de iniciativas transversais na forma de relacionamento com o cliente, transformando os balcões num espaço de encontro, de relacionamento com a comunidade, promovendo o aumento da automatização e da digitalização dos processos e a constante melhoria das funcionalidades dos canais digitais.

Ainda em 2020, os princípios de sustentabilidade subjacentes à atuação do NOVO BANCO adquiriram importância redobrada, com um especial enfoque na dimensão social, na saúde, na segurança e na mitigação de cenários económicos menos favoráveis. Finalizámos com sucesso, a primeira edição do modelo de Dividendo Social, um compromisso de retribuição que o NOVO BANCO assumiu perante a sociedade e os seus colaboradores, constituído por 4 programas – Equal Gender, Work & Life, Environment e Social Responsibility – relativamente aos quais foram ultrapassados os objetivos propostos em 2017, na altura da sua criação. 

Para o ano de 2021, foram estabelecidos e acordados objetivos estratégicos e metas financeiras realistas para o NOVO BANCO, em linha com a atual situação e com as projeções económicas e de mercado. O NOVO BANCO prevê alcançar lucros em 2021, o que acontecerá pela primeira vez na sua história e representará um marco muito importante para todos os seus stakeholders, demonstrando a sustentabilidade da viabilidade futura do Banco.

O modelo de sustentabilidade do Banco, a par das medidas sociais e ambientais implementadas, são parte integrante da estratégia e do negócio do NOVO BANCO, contribuindo para reforçar a confiança que os diversos stakeholders depositam no Banco. É com esta visão que continuaremos a participar e a fomentar uma sociedade sustentável.

Em nome do CGS e do CAE, gostaríamos de agradecer aos nossos clientes e aos restantes stakeholders pela sua reiterada confiança e lealdade para com NOVO BANCO, e assegurar-lhes que poderão continuar a contar com a experiência e profissionalismo do NOVO BANCO no apoio à economia.

O NOVO BANCO virou em 2020 uma página que lhe permite focar-se na criação de valor para os seus clientes e para os seus acionistas, e desta forma contribuir para o desenvolvimento da economia portuguesa.

Estivemos e estaremos sempre abertos!

Byron Haynes
Presidente do NOVO BANCO

António Ramalho
CEO do NOVO BANCO