Skip to main content
COVID-19:

Guia de Investimento

Princípios de Investimento

Princípios chave do investimento

Identificamos 6 princípios chave que devem suportar um bom investimento a longo prazo.

Investir para o Futuro

Investir para o Futuro

Investir para o Futuro

Valorizar o poder do Juro Composto

Valorizar o poder do Juro Composto

Valorizar o poder do Juro Composto

"Cash" raramente é "King"

"Cash" raramente é "King"

"Cash" raramente é "King"

A Volatilidade faz parte do Investimento

A Volatilidade faz parte do Investimento

A Volatilidade faz parte do Investimento

Evita o Market-Timing

Evita o Market-Timing

Evita o Market-Timing

A importância da Diversificação

A importância da Diversificação

A importância da Diversificação

Investir para o Futuro

Programar para Investir. Investir para rentabilizar

A poupança regular aumenta a diversificação do tipo de ativos que o Cliente possui, e faz crescer o Património do Cliente. O facto das subscrições ocorrerem em momentos diferentes no tempo, permite entrar a preços de mercado também diferentes, e por isso mesmo, ajuda a diversificar e a mitigar o risco.

Investir para o Futuro

Uma base sólida é o melhor começo.

O longo prazo está longe, mas começa agora.

Diversificar investimentos representa maior segurança.

A sua vida é o melhor horizonte para o seu dinheiro.

Valorizar o poder do Juro Composto

  • Comece cedo

     e invista regularmente. 

  • Os benefícios do investimento

     regular são evidentes a prazo. 

  • Reinvestir os rendimentos

     ou dividendos, aumenta o retorno total.

“Cash” raramente é “King”

A Classe de Ativos “Liquidez” gera um retorno de Longo Prazo mais Fraco.

O atual ambiente de taxas de juro historicamente baixas significa que o rendimento gerado nos mercados monetários é praticamente nulo, encontrando-se extremamente vulnerável à erosão de valor causada pela inflação. O passado mostra-nos, sem margem para dúvidas, que os investidores, que “estacionaram” o seu dinheiro em depósitos bancários não tiraram partido do desempenho proporcionado a quem permaneceu investido a ativos de maior risco numa ótica de longo prazo.

A Volatilidade faz parte do investimento

A Volatilidade faz parte do investimento

Fundamental é não entrar em pânico

A capacidade de não entrar em pânico é determinante para rendibilidades no longo prazo.

Correções fazem parte do mercado e quase todos os anos podem verificar-se oscilações significativas, historicamente verifica-se que as recuperações são tão habituais como as quedas.

Evitar o Market Timing

  • É Fundamental permanecer Investido.

    As quedas são difíceis de prever e por vezes subidas fortes ocorrem nos dias imediatamente seguintes. Logo, não estar investido tem um efeito significativo sobre os retornos totais de um investimento.

  • A volatilidade faz parte do investimento.

    É fundamental manter uma carteira diversificada e com uma perspetiva de investimento de longo prazo. A falta de capacidade de um investidor suportar perdas por determinado período de tempo é normalmente revelador do risco de investimento desajustado ao perfil de investidor.

Não há dias certos para investir.

A importância da Diversificação

Diversificação é a mitigação dos riscos dos investimentos.

 

  • Não os elimina mas é fundamental

    na construção de uma carteira de investimento, uma vez que não estamos dependentes da evolução dos preços de um só ativo.

  • Os investimentos extremados,

    tipicamente, não apresentam os melhores resultados a médio prazo.

  • Um maior número de produtos

    distintos numa carteira, bem como o investimento em várias tipologias de ativos, permitem uma redução do risco total da carteira.