2ª edição
 

João Serra, Nuno Maya, Bruno Ramos e Frederico Fazenda foram os artistas vencedores da 2ª edição do BESrevelação (o agora NOVO BANCO Revelação).

Esta iniciativa conjunta do banco e da Fundação de Serralves, na área da fotografia, foi comissariada por Liliana Coutinho, crítica de arte, que revelou ao público os trabalhos destes quatro jovens artistas. Cada artista recebeu uma bolsa no valor de €7.500 para a realização da mostra.

 

 

 

 
Os vencedores
 
João Serra
Projeto de uma série de fotografias de bairros da periferia de Lisboa em processo de desaparecimento. No seu projeto, o artista não sacrificou a sofisticação cromática e composicional, apostando num cruzamento singular entre o poético e o político. Tomando em consideração as qualidades formais e estéticas da fotografia, Serra procurou situar-se nessa fina linha onde se encontram equilibrados o político e o poético.
 
 
 
Nuno Maya
Projeto "Perpétuos Movimentos Efémeros", uma instalação que juntou a impressão fotográfica e a projeção de vídeo, num projeto que visou uma viagem pelos padrões de comportamento do movimento humano nos espaços arquitetónicos e públicos de uma cidade.
 
 
 
Bruno Ramos
Conjunto de fotografias de grande formato intitulado "Tragédia de um homem só". Cada uma destas fotografias mostrou uma personagem numa situação quotidiana, na qual foi introduzida uma ambiência estranha pelo momento em que se realizou essa ação e pelo lado fortemente encenado da fotografia.
 
 
 
Frederico Fazenda
Pretendeu criar um dispositivo sensorial a partir do qual foram questionados os formatos e modos de receber uma experiência e de estar num lugar. O vídeo da instalação foi feito de imagens recolhidas de um ponto numa floresta do norte da Europa, escolhida pelas suas qualidades formais, dadas pela localização.
 

 

 

  •  Expandir 
  • Composição do júri