Medidas adotadas pelo NOVO BANCO para responder ao surto da COVID-19



|   Resgates Excecionais PPR - Alterações e Prorrogação do prazo - até 30 de setembro de 2021

De acordo com o art. 362º da Lei do OE para 2021 (Lei n.º 75-B/2020 de 31 de dezembro), os PPR subscritos até 31 de março de 2020, podem ser resgatados sem penalização fiscal (nos termos do n.º 4 do art. 21º do EBF) pelos seus participantes, até 30 de setembro de 2021, desde que um dos membros do seu agregado familiar:
  1. Esteja em situação de isolamento profilático ou de doença ou preste assistência a filhos ou netos, conforme estabelecido no Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março;
  2. Tenha sido colocado em situação de redução do período normal de trabalho ou de suspensão do contrato de trabalho, em virtude de crise empresarial;
  3. Esteja em situação de desemprego registado no Instituto de Emprego e Formação Profissional, I. P.;
  4. Seja elegível para o apoio extraordinário ao rendimento dos trabalhadores, previsto no artigo 156.º;
  5. Seja elegível para o apoio extraordinário à redução da atividade económica de trabalhador independente, nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março;
  6. Sendo trabalhador em situação de desproteção económica e social, preencha os pressupostos para beneficiar do apoio extraordinário previsto no artigo 325.º-G da Lei n.º 2/2020, de 31 de março, aditado pela Lei n.º 27-A/2020, de 24 de julho, ou no artigo 156.º da presente lei;
  7. Apresente uma quebra do rendimento relevante médio mensal superior a 40 % no período de março a dezembro de 2020 face ao rendimento relevante médio mensal de 2019 e, cumulativamente, entre a última declaração trimestral disponível à data do requerimento do apoio e o rendimento relevante médio mensal de 2019; ou
  8. Seja arrendatário num contrato de arrendamento de prédio urbano para habitação própria e permanente em vigor à data de 31 de março, esteja a beneficiar do regime de diferimento do pagamento de rendas nos termos da Lei n.º 4-C/2020, de 6 de abril, e necessite desse valor para regularização das rendas alvo de moratória.
O limite aplicável por beneficiário e por companhia (e não por contrato) é de:
  • 438,81 € por mês (valor do indexante dos Apoios Sociais - IAS em 2021), para as situações indicadas nas alíneas 1) a 8), inclusive;
  • 658,22 € por mês (valor correspondente a 1,5 do IAS em 2021), para a situação indicada na alínea 9).



|   Estamos disponíveis à distância de um clique ou de um telefonema

Privilegie o uso dos canais diretos - NBnet, NB smart app, NB network e NBdireto.

Proteja-se e proteja aqueles que o rodeiam. O NOVO BANCO disponibiliza-lhe os meios necessários para gerir o seu dia-a-dia, de forma online ou através de telefone. Assuntos tão simples como pagamentos de serviços, pagamentos ao estado, transferências, carregamentos, simulações, pedido de crédito pessoal e até de crédito habitação podem ser feitos através dos canais diretos.

Se ainda não aderiu aos canais diretos, faça-o aqui.



|   Moratória Legal Crédito a Particulares Habitação, Hipotecário, Educação e Formação

No âmbito da crise económica derivada da pandemia provocada pela Covid-19, o Estado aprovou uma moratória de prestação do Credito Habitação abrangendo a Aquisição, Obras ou Construção de Habitação Própria Permanente, para as famílias que se encontram numa situação que se traduza em quebra de rendimento financeiro.

Trata-se de uma medida que permite aliviar os encargos com a prestação de Crédito Habitação a quem seja afetado pelos efeitos económicos negativos da Covid-19.

Pode pedir para aderir à Moratória Publica até 31 de março de 2021. Estas novos pedidos vigoram por 9 meses.

Saiba mais aqui.



|   Moratória NOVO BANCO Crédito a Particulares | Covid-19

Para além da moratória legal de prestação do Crédito Habitação aprovada pelo Estado abrangendo a Aquisição, Obras ou Construção de Habitação Própria Permanente, o NOVO BANCO decidiu reforçar e alargar o seu apoio às famílias que se encontram confrontadas com dificuldades financeiras, com a Moratória NOVO BANCO Crédito a Particulares | Covid-19.

Destina-se a ao Crédito Habitação nas situações não abrangidas pelo DL 10-J/2020, ao Crédito Pessoal e Crédito Automóvel (não abrange cartões de crédito, descobertos e contas correntes).

Saiba mais aqui.



|   Estamos ao lado da sua empresa e do seu negócio

O NOVO BANCO, dando continuidade ao seu total comprometimento com o tecido empresarial, vem demonstrar toda a sua disponibilidade em apoiar as empresas cuja atividade se encontra afetada pelos efeitos económicos resultantes do surto de Covid-19.

Para além de iniciativas próprias já em curso, tais como - antecipação de receitas tendo como base o novo Programa de Lay-Off / Covid-19, negociação de carência de capital em financiamentos já em curso ou, prorrogação do prazo das faturas até 90 dias dos produtos de Factoring, estamos a desenvolver, em articulação com o Estado e com o Sistema Nacional de Garantia Mútua, um conjunto de linhas de crédito para atenuar as contingências financeiras associados a este surto.

Veja aqui detalhes.



|   Adaptámos o seu seguro de saúde ao período que vivemos

Em conjunto com a GNB Seguros, o NOVO BANCO proporciona um conjunto de medidas para responder às necessidades dos clientes que detêm, junto desta instituição, uma apólice de seguros, nomeadamente:

- Assegurar cobertura, no âmbito das apólices de Seguros de Saúde, para as consultas, tratamentos e exames realizados no âmbito do COVID-19, em estreito respeito e articulação com as regras emanadas da Direção Geral de Saúde.
- Nos casos de baixa por doença, assegurar o pagamento do diferencial entre o salário e o valor a receber da Segurança Social, para os clientes com apólice de Seguros de Proteção Salário.
- Assegurar o pagamento das prestações de crédito, nos casos de baixa por doença de clientes com apólices de Seguros de Proteção ao Crédito.



|   Esteja atento à segurança online

Verifique, regularmente, a segurança do seu computador ou smartphone e siga as nossas recomendações de segurança em caso de receção de mensagens suspeitas.

Leia atentamente os conteúdos dos SMS´s de confirmação de operações. Caso não correspondam à operação que está a realizar, não insira em circunstância alguma o código de validação.

Nunca introduza posições da matriz ou códigos enviados por SMS em páginas que lhe levantem dúvidas ou apareçam em locais pouco habituais.

O NOVO BANCO nunca, em circunstância alguma, lhe pedirá mais do que 3 dígitos da sua matriz dos canais diretos.

Ignore as mensagens de origem ou conteúdos suspeitos. Em caso de dúvida não clique e contate, de imediato, a linha NBdireto através do nº 707 24 7 365.



|   Boas práticas a adotar na utilização de serviços bancários, recomendadas pela APB

  • Privilegie o uso dos meios digitais ou telefónicos para realizar operações bancárias ou falar com o seu Gestor;
  • As operações do dia-a-dia podem ser realizadas com toda a segurança e conforto através do serviço de Homebanking ou da App do banco;
  • Recorra às agências apenas em caso de absoluta necessidade, em especial se está inserido num grupo de risco (idosos, pessoas com doenças crónicas ou sistema imunitário enfraquecido);
  • As operações do dia-a-dia podem ser realizadas com toda a segurança e conforto através do serviço de Homebanking ou da App do banco;
  • Quando não lhe for possível usar meios digitais para fazer transferências, pagar serviços ou carregar o telemóvel, utilize as máquinas de Self-Service instaladas nas agências bancárias ou as ATM, minimizando os contactos pessoais;
  • Evite o manuseamento de dinheiro e prefira os pagamentos com cartão (se possível contactless) ou através de meios digitais.