NOVO BANCO Revelaçã

NOVO BANCO Revelação


Edição de 2017 - Candidaturas abertas

O NOVO BANCO e o Museu de Serralves lançam a edição de 2017 do Prémio NOVO BANCO Revelação, que distingue jovens criadores portugueses no campo da fotografia contemporânea. Esta iniciativa premeia anualmente um grande vencedor, e atribui uma bolsa de produção no valor de 15.000 euros para a concretização do projeto escolhido, sendo o tema do projeto livre.

Um júri internacional, de composição diferente em todas as edições, seleciona numa primeira fase quatro projetos de entre as candidaturas recebidas. Os nomes dos quatro criadores serão divulgados em maio e publicados num catálogo que, para além de imagens que os documentam, inclui entrevistas feitas aos artistas.

Numa segunda fase, o júri elege como grande vencedor do prémio um destes quatro projetos. O vencedor, que será anunciado em meados de julho, recebe uma bolsa de produção e tem a oportunidade única de apresentar o seu trabalho numa exposição individual no Museu de Serralves, a inaugurar em novembro próximo.

Serão admitidos a concurso projetos de criadores de nacionalidade portuguesa, ou estrangeiros a residir em Portugal, com idade limite de 30 anos (à data de fecho das candidaturas, 30 de abril de 2017).

Clique aqui para consultar o Regulamento e  aqui  para aceder à ficha de Candidatura.

O envio da ficha de candidatura é obrigatório.


Edição de 2016

Andreia Santana (Lisboa, 1991) é a grande vencedora do Prémio NOVO BANCO REVELAÇÃO 2016. A exposição do projeto da artista “História da Falta” vai estar em exibição no Museu de Serralves, de 24 de novembro 2016 a 12 de fevereiro a 2017.

Clique aqui para saber mais.


Sobre o NOVO BANCO Revelação

O agora NOVO BANCO Revelação é uma iniciativa do banco em parceria com a Fundação de Serralves que visa incentivar a produção e criação artística de jovens talentos portugueses, tendo por base uma lógica de divulgação, lançamento e apoio a todos os que recorram ao medium fotografia. O concurso destina-se a artistas de nacionalidade portuguesa, ou estrangeiros a residir em Portugal, com idade limite de 30 anos (à data de fecho das candidaturas) e o tema do projeto é livre.

Ao apostar com o Museu de Serralves numa iniciativa que promove o surgimento de novos criadores, o NOVO BANCO reforça a sua estratégia de mecenato cultural na área da fotografia e, simultaneamente, intervém na comunidade, através de formas inovadoras de dinamização da arte, nomeadamente no contexto dos jovens artistas contemporâneos portugueses.

 

Parceiros